A MINHA COR

A Minha Cor
Rafaela Emico

Rafaela Emico

Nas fotos publicadas, quase sempre está estampado uma pessoa com a pele preta, poderíamos dizer que é apenas coincidência, que é exagero de algumas partes, mas eu digo e repito que NÃO. Pois essa ainda é a minha, a sua, a nossa realidade, por ter a cor diferente!

A minha cor certamente se distingue da tua! A minha raça! Minha luta! Minha história! O sangue dos meus irmãos que foram derramados no passado em busca de uma tal lei que alguns chamam “igualdade”! Quantas vidas foram tiradas! Quantas famílias destruídas! Sonhos! Planos! Projetos interferidos, por uma coisa chamada “melanina” !A falta de bom senso, caráter e humanidade, formam os assassinos de hoje, que matam cruelmente, quem vestem a cor preta por maldade! O mundo chora, grita e demonstra sem piedade, que depois da morte COR, DINHEIRO, RELIGIÃO, nada vale, essa é a realidade!

Precisamos de um vírus, devastando a humanidade, para muitos perceber que as vezes o dinheiro não vale nada, não é a cor de sua pele que salvará sua vida, eis a realidade! Ahh, a realidade, a realidade que para nós PRETOS, já virou rotina, onde um pai sair para trabalhar e não voltar para casa, já virou rotina as lágrimas de uma criança que perdeu seu pai apenas porque algum policial confundiu o preto andando na rua com bandido. A criança nem se quer pode dizer um adeus, um “eu te amo meu pai”, precisamos de um vírus, invisível, sem cor, para muitos perceberem que um ADEUS faz falta, que um “eu te amo” vale muito, e que a diferença social e racial não vale de nada, quando o que vale é a lutar por nossas vidas!

O poder desfoca o juramento de proteger a sociedade, de cuidar dos feridos, de ensinar seus alunos, de encontrar as belezas naturais (que já não são naturais), de governar seu país! Está tão difícil essa realidade, não é? É difícil saber que você também tem potencial para determinadas ações, mas ser impedido de mostrar isso para a sociedade só por fazer parte de uma suposta “classe inferior” e ter a cor diferente da “cor padrão”! É difícil ligar a televisão e se deparar com um noticiário que diz.: “Na operação policial, um meliante suspeito por tráfico, assassinato, estupro, contrabando é morto em troça de tiro”. Triste observar que muito vezes o bandido nem armado estava, “o bandido”, é uma criança que estava brincando nas ruas de favela qualquer, muitas vezes esse “bandido” estava voltando do trabalho, onde lutava para receber essa tal “igualdade”, que para muitos não passa de um rabisco escrito no livro das leis! Sabe o que é mais triste? Nas fotos publicadas, quase sempre está estampado uma pessoa com a pele preta, poderíamos dizer que é apenas coincidência, que é exagero de algumas partes, mas eu digo e repito que NÃO. Pois essa ainda é a minha, a sua, a nossa realidade, por ter a cor diferente!

H I P O C R I T A S… Sim, claramente hipocrisia é a palavra que mais combina com a cara das pessoas que tentam passar pano em cima de tudo que está acontecendo, Basta qualquer um pegar um livro de religioso ( eu recomendo fortemente), para ver o quanto fomos desde o início denominados”impuros”, aqueles que foram rejeitados por Deus, a raça que não merecia sobreviver, pois a soberania seria dos brancos, hipócritas, aqueles que inventaram essa desculpa para se sobressair, para ter uma justificativa para tamanha crueldade! Carne! Sim, carne! Pedaços de carne foram arrancadas das costas dos negros que já estavam cansados de carregar cargas pesadas, que estavam cansados de trabalhar dia e noite sem dormir ou sem se alimentar, eram expostos como animais de circo para brancos, hipócritas e nojentos admiraram com ar de deboche e superioridade, fomos obrigados, a carregar todo o peso da criação de uma cultura hegemônica Branca ocidental, o ocidente é erguido nas costas de uma raça,, e hora do reconhecimento, quem está em destaque nas páginas dos livros de história? Os brancos, claro.

Nós estamos gritando, por inclusão, pela igualdade que muitos morreram para tentar alcançar, por favor, parem de nos matar! Nós também temos família, nós também temos sonhos, nós também temos sangue em nossas veias, nós também precisamos de ar em nossos pulmões, nós também queremos viver! Nos deixe mostrar para vocês que somos tão dignos de viver quanto vocês, a cor de pele não dita o caráter, vamos dar as mãos por esta causa, vamos ser um, vamos lutar por uma humanidade melhor! Só, uma coisa lhes peço, nos deixe viver! #BlacklivesMatter

69 / 100

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print